03

03 / 2017

Eu já era fã desses caras, com isso então… Protagonistas de “The Big Bang Theory” diminuem o próprio salário para oferecer aumento a colegas

Nos Estados Unidos, quando uma série se torna a mais assistida da televisão, os salários dos protagonistas costumam crescer em proporção ao seu êxito. Assim, naturalmente os
atores de “The Big Bang Theory” recebem hoje os maiores salários da TV americana. Em sua 10a temporada, cada um dos cinco personagens principais recebiam 1 milhão de dólares por  episódio. Agora, no entanto, seus salários vão sofrer uma sensível redução – mas o motivo não só é nobre, como se deu por sugestão dos próprios atores.

O núcleo principal da série, formado por Jim Parsons (Sheldon), Johnny Galecki  (Leonard), Kaley Cuoco (Penny), Kunal Nayyar (Raj) e Simon Helberg (Howard), decidiu
sugerir aos produtores que cortassem 100 mil dólares de cada salário, para que pudessem  oferecer um aumento às duas colegas de elenco que ganhavam substancialmente menos do que  eles. Mayim Bialik (Amy Farrah Fowler) e Melissa Rauch (Bernadette) entraram na série  por volta da terceira temporada, e atualmente ganham 200 mil dólares por episódio.

Melissa Rauch e Mayim Bialik Melissa Rauch e Mayim Bialik

Com o corte sugerido pelos atores – que reúne 500 mil dólares no total – as duas poderão  passar a receber 450 mil por episódio. A série deve ser renovada por pelos menos mais
duas temporadas, mas o contrato ainda não foi firmado, portanto não se sabe se a  sugestão do elenco será acatada. No mundo real, é claro, todos esses valores parecem
delirantes de tão exorbitantes – mesmo os salários tidos como baixos. Mas o mais importante não são os números e sim os gestos, especialmente em um universo tão cada vez
mais medido somente por cifras e valores.

© fotos; divulgação

Deixe um comentário